Pages

Saturday, September 25, 2010

Glaze with Ash




As I said before, I made some ash tests using Brazilian white clay "Farias".
The ash I used came from eucalyptus. There is a small Italian Pizza restaurant near me, with a nice wood kiln to cook the pizzas. I got the ashes there.
First of all, I washed the ashes (always wearing gloves), than,
I sieved it, and put it to dry naturally.
Note that I am doing a glaze with ashes, not an ash glaze. So, I choose one
of my white glazes to be modified, using the eucalyptus ash.
The photos below (click to enlarge it) shows the steps:

Como falei no post anterior, fiz mais alguns
testes com cinzas na argila branca Farias.
A cinza utilizada foi a de eucalipto, proveniente de
uma pizzaria que há aqui perto de casa.
Primeiro a cinza foi lavada (sempre usando luvas, claro),
peneirada e seca naturalmente.
Com o objetivo de fazer um esmalte com cinzas escolhi
um dos meus esmaltes brancos, para ser alterado através do uso das cinzas.
As fotos (click nas imagem para aumenta-las) ilustram os passos que dei:

Antes de mais nada, fiz um teste apenas com as cinzas.


Esmalte branco

Primeiro teste - Esmalte branco + 10% de cinzas de eucalipto


Segundo teste - Esmalte branco + 20% de cinzas de eucalipto + 5% de albita.


Repetindo o teste, agora em uma peça pequena e em outra queima.


Luz lateral para sobressaltar a textura.


Interior da peça.

The same recipe didn´t work so well on the Itu clay .
A mesma receita não funcionou tão bem na argila Itu.

I fired all the tests in electric kiln, 1250°.
It gave me approx. 20% of economy in glaze raw material.
(I saved approx 20%, once I can obtain the eucalyptus ashes with no cost).
The surface is quite smooth and it has this delicate
rose color; so I decided to name it as
"White Rose"

Comments and suggestions are always welcome.

Todos testes foram queimados em forno elétrico a 1250º.
Uma economia de 20% de materia prima, já que as cinzas, consigo sem custos.
Como a superficie é bastante suave ao toque e
tem esse delicado tom rosado, ele recebeu o nome de
White Rose.

Comentários e sugestões são sempre bem vindos.


6 comments:

  1. Love the color of the glaze, almost lavender, great testing.

    ReplyDelete
  2. Maybe a very low amount of chromium and tin (impurity from ash)and the magnesium from the glaze are the responsibles for this light coloration. I made this testes and photos thinking in show to you my steps, and it was a good surprise. Thank you Linda for your comments!

    ReplyDelete
  3. I can't wait to try some ash tests in my next glaze load.

    ReplyDelete
  4. Sensei, q linda, q tom maravilhoso. Vc é muuuiiito boa com esmaltes. Estava acompanhando o passo-a-passo acreditando q era queima à gás, mas q surpresa vc queimou no elétrico!!!!! Ficou demais. Bjks Ni

    ReplyDelete
  5. É Ni, o forno elétrico tb pode nos trazer boas surpresas! Fico feliz que tenha gostado, lembre-me de mostra a pecinha na próxima aula. Obrigada por suas generosas palavras! Ando muito feliz com seu desempenho no torno, viu? :)Parabéns! Bjs e volte sempre, seus comentários são muito bem vindos!

    ReplyDelete
  6. Parabéns!!! Adorei esse rosa e os testes que vc. postou com cinzas!!, bem no momento que estou com cinzas de meu jardim para experimentar!!! Grande ABraço!

    ReplyDelete

Obrigada por deixar seu comentário!
Thank you for your comment!