Pages

Friday, September 17, 2010

Blessed Quartinha...

Small jar with 6.7 " and cup with 1.77" height.
Garrafinha 17 cm e copo com 4,5 cm de altura.

Slipware datails, traslucid glaze, 2282 ºF.
Detalhes em engobe, esmalte translúcido, 1250ºC.

Blessed Quartinha

Fear of night, who didn’t felt it?

I am thirst mammy!

Blondie hair, revolving, oasis in darkness


To my mother, Glaucia.


This kind of bottle or jar, is known as “moringa” or “quartinha” and is part of my childhood memories, in Recife-PE. Usually, it is made with red clay and no glaze.

Simple and appealing, this little bottle stored drinkable water, the potable water; the never ending Brazilian Northeast problem.

And when I was a child, my mother had one of this at her bedside table.

You know how children are, they all have fear of darkness, and I always screamed by my mother, asking water; only to see her entering my room and stay with me for a few minutes. Time enough for after that, sleep tight, thanks to the blessed “quartinha”

Ah, the bird is

" The Musician Wren...Serenade singer of my plains"

(Music and Lyric by Jacobina and Murilo Latini)


Bendita Quartinha

Medo à noite, quem não tinha?
"Tô com sede mainha!"
Cabelos loiros, soltos, óasis na escuridão.

Escrito para minha mãe, Gláucia.

Este tipo de garrafa, é conhecida como moringa ou quartinha, e faz parte de minhas recordações de infância em Recife-PE. Geralmente feitas de uma argila vermelha e sem esmaltes, simples e simpático este pote de barro armazenava água para beber, a água potável, o sempre drama do nordeste brasileiro. E quando eu era pequena minha mãe tinha uma dessas na cabeceira da cama. E criança, sabe como é, sempre tem seus dias de medo do escuro, e eu gritava por minha mãe, só para pedir água e vê-la chegar e me fazer companhia por alguns minutos. O suficiente para dali em diante ter um sono tranquilo, graças a bendita quartinha.

Ah, o pássaro é
"O Uirapuru...seresteiro cantador do meu sertão"...
(Música de Jacobina e Murilo Latini)


10 comments:

  1. Linda.. lindaaaa.. linnndaaaaaaaa!!!! Eu queeeeerrrroooo!!! =))))))

    ReplyDelete
  2. A peça ficou ainda mais bonita depois do sentimento que a acompanha. Linndo! Parabéns!

    ReplyDelete
  3. Ju, quando vc chegar aqui resolvemos seu desejo rapidnho, vem embora amiga! Saudades...

    Maga, todo movimento no barro é dirigido pelas forças da alma, carregada de sentimento, nem sempre revelado, mas com certeza muito significativo. Vc sabe disso, e é por isso que seu trabalho revela tanta beleza. Muito obrigada, adorei sua visita, volte sempre.

    Com carinho, Acácia.

    ReplyDelete
  4. Adorei a história e a peça,sp é bom as cisas com história ...........
    bjos mil sosso(com artrose)

    ReplyDelete
  5. I have been catching up with your blog after missing out for some time. You have been making some fantastic pots. Love the little boxes and the latest cups and saucers with ceramic teaspoons. And I love the simple, but very effective decoration on this latest pot. Todo es linda, muy linda.
    Mark.

    ReplyDelete
  6. Sossô, espero que vc melhore logo, artrose não é fácil. Obrigada pelos seus sempre motivadores comentários.

    ReplyDelete
  7. Hi Mark, I´m very happy with your words, it´s a encouragement to go on. It´s nice to hear from you about the simple, because I admire this on your work, it catch my fellings; in fact this is one of my life objectives. Tks to visit me!

    ReplyDelete
  8. Beautiful pot and sentiments and what great memories for you, love how the bird is the same color as the top of the pot.

    ReplyDelete
  9. Linda peça acompanhada de uma história comovente. Carinho.
    Ni Okabe

    ReplyDelete
  10. Niiiiiiii, queridíssima Eunice, que surpresa boa um comment seu! Obrigada! Beijos mil e parabéns, vc está cada dia melhor no torno!

    ReplyDelete

Obrigada por deixar seu comentário!
Thank you for your comment!