Pages

Saturday, April 9, 2011

Just a pot?

App. 12  x  h 10cm.
 Flerte
Uma reflexão...
O ceramista emoldura o vazio, mas um pote nunca está vazio. Sua forma de uso é transformada conforme a criatividade de quem o possue, ele tem este poder de infiltrar-se na rotina das pessoas de maneira sutil, levando consigo traços, marcas e pensamentos de quem o fez.
O interior de um pote é tranquilo, sereno, receptivo; a tradução do conter, guardar e oferecer. 
Ter entre as mãos, o segredo de um e o desejo de outro. Manisfesto de forma física, tátil, absurdamente sedutor e discretamente transformando. 
A.A.

Flirt
A reflection...
The potter frames empty spaces, but a pot is never empty. It can change according the owner's creativity and has the power to introduce itself at everybody routine, so subtle; carrying on marks, traces and thoughts from the potter.
The inside of the pot is quiet, serene and receptive; 
the translation of "to contain", "to keep" and "to offer". 
Between hands, the secret of ones and the desire of others.
As a physical form manifest, tactile, completely seductive and quietly transforming.
 A.A.

12 comments:

  1. Acácia a grande poetisa!!!!! Adoro suas peças tanto quanto suas poesias... Beijos

    ReplyDelete
  2. Querida Cibele, sempre generosa. Mas assim os poetas vão se revoltar contra mim! São apenas alguns pensamentos que guardo aqui... Será que no futuro vou rir deles? Bjs!

    ReplyDelete
  3. Acácia..
    Vc deveria abrir outro blog...
    Concordo com Cibele. Vc coloca as palavras de maneira que toca nosso coração.
    Beijo..da fã

    Ma Ferreira

    ReplyDelete
  4. Nossa, como esse pote se transformou!!!
    A cor também...maravilhosa!!! Parabéns!!
    bjs

    ReplyDelete
  5. Ma querida, como criança no parque, eu me balanço nas palavras... É só uma brincadeira, rápida e sem requinte. Querem poesia? Vejam o blog de um amigo, poeta de verdades,tb pernambucano: http://weydsonleal.blogspot.com/
    Esse faz o que quer com as palavras.
    Beijos mil!

    ReplyDelete
  6. Querida Acácia..
    Com todo carinho..tem um selinho de presente pra vc no meu blog.
    É só ir busca-lo.
    Bj e um dia de paz!!
    Ma Ferreira

    ReplyDelete
  7. Ma, a gente já se conhece, lá do Kei! Eu nem liguei uma coisa na outra, que legal né? Fiquei tão feliz! É, quando tem que ser, acontece. Adorei. Vou ver o lance do selo sim, muito obrigada pela indicação!!!! Bjs mil! A

    ReplyDelete
  8. Acácia..
    Agora ampliando a foto..eu lembro de você.
    Que mundo pequeno.
    Lá eu estava tão concentrada em conseguir fazer o trabalho que nem conversei direito com as pessoas.
    Estou super feliz!!!
    Um grande beijo, amiga

    Ma

    ReplyDelete
  9. E eu fiquei emocionada com essa estória.
    Beijos pras duas.
    Cibele

    ReplyDelete
  10. Estavamos tão envolvidas com o workshop, que mal nos percebemos, que falha... "Mea culpa"! Jamais podemos deixar passar pessoas, contudo, a alegria não tem hora marcada e sempre chega. Bjs nas duas!

    ReplyDelete
  11. Oi, Acácia!

    Parabéns pelo blog! Bem bonitas as peças!

    Gostei muito do que vc disse sobre o pote não estar vazio. Remete a vaso vazio - sem flor. E um vaso pode não ter flor e não estar "vazio", mas à espera... Muito lindo isso que vc disse sobre o pote carregar consigo essas marcas do ceramista.

    Vi o comentário da Ma Ferreira. Legal vcs se conhecerem virtualmente e em carne e osso!!! Muito bacana.

    Grata pela visita ao Balaio e uma bela semana pra vc!

    Bjoca.
    Vivi.

    ReplyDelete

Obrigada por deixar seu comentário!
Thank you for your comment!