Pages

Monday, April 2, 2012

Pot's poem

1280ºC, electric kiln



 Os potes são sentimentos que reclamaram forma. Cumprem seu destino lançados na paisagem diária. Desafiam olhares ligeiros, como versos espalhados em armários, mesas, mãos. Revelam-se para olhos em devaneio, dispostos a um encontro revigorante, com cor, beleza, imaginação... Como diria Bachelard "É como se, com sua exuberância, o poema reanimasse profundezas em nosso ser".
Potes são como poemas. Traduzem necessidades e compreensões, 
da alma ou da vida, de quem os toca.
A.A.


The pots are like feelings that claims for a form. Fulfill its destiny released in the daily landscape. Challenging smart eyes, like verses dropped in lockers, tables, hands… They reveal it selves to dreaming eyes, looking for a mesmerizing meeting, with color, beauty, imagination... As Bachelard said “It is as though the poem, through its exuberance, awakened new depths in us.” 
Pots are like poems. Reflects the needs and understandings, 
from the soul or life, of those who touches it.
A.A.


4 comments:

  1. São lindos seus trabalhos.Beijos.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada querido Arnoldo! Bjs e linda semana para vc!

      Delete
  2. É uma peça magnifica...Apreciei imenso...
    (Cozido a uns 1300 ???)
    Boa Páscoa
    Beijo

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada! Quase, 1280ºC, havia esquecido de colocar. Ótima Páscoa :) Bjs!

      Delete

Obrigada por deixar seu comentário!
Thank you for your comment!