Pages

Wednesday, January 18, 2012

Pinkullo







"É um instrumento musical milenar, pertencente às culturas Calchaqui, Tonocote e Kichua. Feito a mão com argila andina e queimado á lenha. Afinado em sua escala original." 

É assim que Maurício me apresenta o Pinkullo. Este chileno se destaca em meio a atribulada praça de San Telmo em Buenos Aires. 

Os instrumentos que Maurício expõe, por si só já inspiram respeito. 
Maurício fala de sua ancestralidade e de sua relação com o barro com paixão e poesia. Fala sobre um tempo em que a lua regia o poder detido pelas mulheres, quando estas governavam o mundo... Explica os símbolos desenhados no instrumento... Fala sobre “a respiração” do barro durante o processo de secagem e confecção dos instrumentos, do brunido que resulta em um acabamento macio e brilhante "como uma pele", que depois da queima com atmosfera rica em carbono resulta numa cor enegrecida. 

Mas é quando ele toma o instrumento, primeiramente com uma escala perfeita e em seguida com uma música andina, que toda a mágica se revela com o som nostálgico de uma cultura milenar, um som que não precisa mais de palavras para se fazer entender. 

Maurício completa... “Este instrumento musical está entre os mais antigos do mundo, seu som faz parte de cerimônias milenares como El Intiraymi (Ano Novo Andino, ele explica, ou Festa do Sol) nas culturas Incas – Calchaqui, onde sobrevive a antiga mensagem de nosso povo: O respeito e irmandade entre os seres que habitam o Pachamama (Mãe-Terra), que por sua vez nos abriga e nos nutre.” 

Contato: mauricioale00@hotmail.com





"It is an ancient musical instrument that belongs to Calchaqui, Tonocote and Kichu cultures. Handmade using Andean clay, wood fired. Tuned in its original scale."

That's how Maurice introduced me to Pinkullo. This Chilean guy stands out in the middle of ever crowded Plaza de San Telmo in Buenos Aires. 

The instruments that Maurice exposes really inspire respect. 

Maurice talks with passion about his ancestry and his relationship with the clay, like a poet. He talks about a time when the moon governed the power held by women, when they ruled the world ... He explains the symbols drawn on the instrument ... And talks about clay “breathing”, during the drying process and making of..., the burnished finish, resulting in a soft and shiny "like a skin," surface... that after the wood firing in a carbon rich atmosphere, results in a color blackened.

But it is when he takes the instrument on his hands, first with a perfect scale and then with an Andean music, that all the magic show up with the nostalgic sound of an ancient culture, a sound that needs no words to be understood.

Maurice continues to talk ... "This musical instrument is among the oldest in the world, their sounds are part of ancient ceremonies as El Intiraymi (Andean New Year, he explains; or Feast of the Sun) in Inca cultures - Calchaqui where survives the ancient message to our people:The respect and brotherhood among human beings that inhabit the Pachamama (Mother Earth) which in return, feeds and shelters us. "

Contact: mauricioale00@hotmail.com

2 comments:

  1. Que lindo Acácia!!! Obrigada pela riqueza dos detalhes... e parabéns ao Maurício!!! Beijos.

    ReplyDelete
  2. A musicalidade da obra nas mãos da humanidade - belo, belíssimo!
    um abração pros dois.

    ReplyDelete

Obrigada por deixar seu comentário!
Thank you for your comment!