Pages

Sunday, June 12, 2011

Stone Making Love

Gas fired,1280ºC, red glaze, a gift from René Le Denmat.


STONE MAKING LOVE
Ashok Vejpeyi

It´s stone
kissing stone

stone
taking stone in its arms

stone
filling up
stone

stone
caressing stone

It´s stone being aroused
stone looking on enraptured
stone inviting
stone

It´s stone raising its arms
stone pounding thighs
stone flowering on breasts

It´s stone quivering
stone melting
stone streaming down in currents

stone
consecrating
stone

It´s stone that makes
love to stone.
Das  pedras feitas pó, 
Fogo da paixão, metamorfose,
  Em forma, cor e coração...


René, ceramista francês de quem já falei aqui no blog, fala que para
imprimirmos marcas em uma peça em construção, “precisamos atacá-la como quem faz amor”.
René tem razão...Daí me veio a lembrança do poema acima, que li há algum tempo
e peguei emprestado no blog do poeta e querido amigo, Weydson B. Leal.

A sensualidade dos gestos, o barro e a água que escorregam entre os dedos, geram incertezas, medos. Na cerâmica tudo é um namoro, que começa apenas com um flerte,
e intensifica-se em uma desenfreada e duradoura paixão.
Feliz dia dos namorados ;-)
A.A.

15 comments:

  1. Beautiful piece and beautiful poem!

    ReplyDelete
  2. Que postagem linda, Acácia. Amei a peça. Que cor e que brilho! Além disso, sempre impecável com as palavras, não é mesmo?! Só sabe quão gostosa é essa relação com a arte é quem tem o prazer de vivê-la. Fitá-la, namorá-la, senti-la é maravilhoso. Dessa relação não fluem decepções, no máximo, surpresas. Boas e singulares surpresas. O que a arte nos proporciona a cada contato que temos com ela, é único.

    Beijos mil!
    Déby.

    ReplyDelete
  3. Thanks for your comment Tika, I´m very glad! :-)

    ReplyDelete
  4. Deby querida, desculpe-me a ausencia, mas esta segunda-feira foi super hiper mega corrida, aliás, está sendo! Mais para o final da semana volto com calma para visitar vc e nossas queridas amigas. Espero sobrevivier até lá! rs* Bjs! A.

    ReplyDelete
  5. Não se preocupe, sei do corre corre. Sobreviverá, daqui vou te mandando forças.
    Beijos mil,
    Dé.

    Ah, bahibak.

    ReplyDelete
  6. Olá Acácia,
    Também estou sentindo sua ausência.
    Amo tudo o que você faz e transmite.
    Beijos.

    ReplyDelete
  7. Você lida com arte com a sua arte. E tem razão, para iniciar o processo de criação você deve sonhar, imaginar, namorar, enquanto desenvolve esse processo que leva às suas lindas criações.

    ReplyDelete
  8. Linda peça, lindo trabalho e o poema também! um beijo,tudo d bom,chica

    ReplyDelete
  9. Oi, querida...
    Vim te fazer uma visita e deixar meu carinho.
    Lindo teu poema - o trabalho muitas vezes é árduo...
    Boa noite... bj.

    ReplyDelete
  10. Minha avó faz trabalhos lindos de cerâmica!
    Assim que eu voltar para o Brasil vou mostrar pra ela teu blog!
    Quem sabe ela nao vira blogueira aos 86 anos? Acabou de comprar seu primeiro computador... coisa mais querida!
    Um beijo, parabéns pelo belo trabalho!

    ReplyDelete
  11. Acácia linda, com vc e a Ma trazendo tanta peça linda a gente fica encantado!!! juro!!! Belas palavras para combinar uma bela arte!

    bjokitas com imenso carinho ;)

    ReplyDelete
  12. Obrigada pela visita! Que peça linda! Acho essa arte sensacional! Parabéns!

    Quanto ao poema sobre a Pedra, achei-o muito interessante e bem escrito. Tudo o que se faz com amor só pode ter um maravilhoso resultado!

    Vou ficando por aqui também, rsss...

    beijossss!

    ReplyDelete
  13. Sem a Mufla ter arrefecido e que eu tenha a peça na mão......nunca tenho a certeza do que aí vem...
    Beijo

    ReplyDelete
  14. Acácia..adorei a peça..adorei o poema..
    Não me perdoo por ter visto só agora!

    Um beijo..

    MA Ferreira

    ReplyDelete

Obrigada por deixar seu comentário!
Thank you for your comment!